cead20136

quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Funções Químicas


Colégio Estadual Dinah Gonçalves
email accbarroso@hotmail.com



Funções Químicas

O cloreto de sódio, sulfato de potássio e o bicarbonato de sódio, diferentemente do vinagre e do limão, apresentam sabor salgado. Mas quando dissolvidos em água também formam soluções que são boas condutoras de eletricidade

Já a cal hidratada (usada em pintura) e o leite de magnésia têm sabor adstringente ( "prende" a língua) e são substancias iônicas que possuem em sua composição química apenas o radical OH como íon negativo (ânion). E ambas conduzem bem a eletricidade quando em solução.

Através desse exemplo, vocês podem perceber que determinados conjuntos de substancias apresentam propriedades que são comuns a todas as substancias pertencentes ao mesmo grupo.

O grupo de substancias composta que possuem propriedades químicas semelhantes recebe o nome de função química.

Existem quatro tipo de função química , que serão estudados a seguir: ácidos, bases e sal.

O principal critério de classificação de uma substancias numa dessas funções é o tipo de íons que se formão quando ela é dissolvida em água.


FUNÇÃO ÁCIDO

Consiste as seguintes substâncias: ácidos súlfurico, H2SO4; ácido nítrico, HNO3; ácido clorídrico, HCL; ácido sulfídrico, H2S.

Todos esses ácidos possuem, em sua estrutura química, o elemento hidrogênio combinado com um ametal (CL, S) ou com um radical negativo (SO4, NO3).

Podemos, assim, definir essa função da seguinte maneira:

* Função ácido é o grupo de compostos que em solução aquosa se ionizam, produzindo o cátion hidrogênio como íon positivo.
* Os ácidos apresentam as propriedades relacionados abaixo:
* Têm sabor azedo. O limão, por exemplo, é azedo porque contém ácidos do cítrico.
* Conduzem bem a eletricidade quando a solução. Por exemplo, para realizar a eletrólise (ou quebra de molécula por corrente elétrica) da água, fazemos passar uma corrente elétrica por uma porção de água acidulada, pois a água pura não é boa condutora de eletricidade.
* Alteram a cor dos indicadores. (Indicadores são substancias que têm a propriedade de mudar de cor; essa mudança de cor indica o caráter ácidos ou básico da solução). Por exemplo, a fenolftaleína vermelha se torna incolor quando a ela é acrescentado um ácido; o papel de tornassol azul fica vermelho quando mergulhado em ácido.

Reagem com os hidróxido (bases), produzindo sal e água. O ácido clorídrico, por exemplo, reage com o hidróxido de sódio (soda cáustica), formando cloreto de sódio e água. Veja:

HCL + NaOH - NaCL + H2O
ácido + base - sal + água

Os ácidos podem ser classificados em dois grupos: hidrácidos e oxiácidos.

Hidrácidos. Observe a formula dos seguintes ácidos: ácido iodídrico, HI; ácido sulfídrico, H2S; ácido clorídrico, HCL.

Observe que esses ácidos não possuem átomos de oxigênio. Os hidrácidos são, portanto, os ácidos que possuem átomos de oxigênio.

Oxiácidos. Considere agora os seguintes ácidos: ácido carbônico, H2CO3; ácido sulfuroso, H2so3; ácido sulfúrico, H2SO; ácido nitroso, HNO2; ácido nítrico, HNO3. Como você pode percebe, esses ácidos apresentam átomos de oxigênio. Os oxiácidos são, portanto, ácidos que possuem átomos de oxigênio.


NOME DOS ÁCIDOS

Você deve ter observado que os ácidos do grupo dos hidráxidos - que não apresentam oxigênio em sua composição - têm o nome terminado por ídrico.

Assim, para escrever o nome dos ácidos do grupo hidrácidos você deve seguir este esquema:

ácidos nome do elemento ligado ao H + ídrico

Veja os exemplos:

· HI = ácidos iodo = ídrico = ácido iodídrico
nome do elemento

· HCL = ácido cloro + ídrico = ácido clorídrico
nome do elemento

· HS = ácido súlfur + ídrico = ácido sulfídrico
nome latino do elemento do enxofre

Quanto aos ácidos do grupo dos oxiácidos - que apresentam oxigênio em sua composição - , estes têm tem seu nome terminado por ico.

Para escrever o nome dos ácidos d0o grupo oxiácidos basta você obedecer ao seguinte esquema:

ácido Nome do elemento que vem no meio da formula + ico

Exemplos:

· H2CO3 = ácido carbônico + ico = ácido carbônico
nome do elemento central

· HNO3 = ácido nitrogênio + ico = ácido nítrico
nome do elemento central

· H3BO3 = ácido boro + ico = ácido bórico
nome do elemento central

Certos elementos químicos dão origem a mais de um ácido. O nitrogênio, por exemplo, dá origem dos ácidos HNO3 e HNO2. Nesse casos, para distinguir um ácido do outro se usa a terminação:

* oso para o ácido que tem menos oxigênio;
* ico para o ácido que tem mais oxigênio.

Assim:

· H2SO3 = ácido súfur + oso = ácido sulfuroso
nome latino do elemento central

· H2SO4 = ácido súlfur + ico = ácido súlfurico
nome latino do elemento central

· HCLO2 = ácido cloro + oso = ácido cloroso
nome do elemento central

· HCLO3 = ácido cloro + ico = ácido clóridico
nome do elemento central

Dependendo da quantidade de íons H+ liberados, os ácidos são classificados em fortes (exemplo: HNO3; HCL; H2SO4) e fracos (exemplo: H2S; H2CO3).


FUNÇÃO DE BASES

Vamos considerar agora as seguintes substâncias: hidróxido de sódio ou soda cáustica, NaOH; hidróxido de cálcio ou de pintura, Ca(OH)2; hidróxido de potássio, KOH.

Como você pode notar, estas substancias têm em sua estrutura química o radical OH. Elas são denominadas bases ou hidróxidos.

Assim, podemos definir a função base da seguinte forma:

Função base é o grupo de compostos que em solução aquosa se dissociam em íons, sendo o íon negativo o radical OH (hidroxila ou hidróxido).

As bases apresentam as propriedades relacionadas a seguir:

* Têm sabor adstringentes.
* Conduzem bem a eletricidade, quando em solução.
* Torna vermelha a fenolftaleína incolor.
* Torna azul o papel de tornassol vermelho.
* Reagem com os ácidos, produzindo sal e água. Exemplo: o ácido sulfídrico e a soda cáustica reagem formando sulfeto de sódio e água.

Assim:

H2S + 2NaOH - Na2S + 2H2O
ÁCIDO BASE SAL ÁGUA


NOME DOS BASES

A denominação das bases é dada pela expressão hidróxido de seguida do nome do elemento.

Portanto, o esquema para escrever o nome das bases é o seguinte:

hidróxido de nome do elemento

Exemplos:

* AL(OH)3 = hidróxido de alumínio;
* KOH = hidróxido de potássio;
* Ca(OH)2 = hidróxido de cálcio.

Um mesmo elemento químico pode dar origem a duas bases. Nesse caso, usamos a terminação:

* oso para as bases em que for menor a valência do elemento ligado á hidroxila;
* ico para as bases em que for maior a valência do elemento ligado á hidroxila;

Veja o exemplo:
Fe(oh)2 = hidróxido ferroso
Fe(oh)3 = hidróxido férrico
Podemos também escrever o nome das bases sem a terminação oso ou ico, colocando a valência do elemento em algarismo romano. Veja:

Fe(oh)2 = hidróxido de ferro II
Fe(oh)3 = hidróxido férrico III


FUNÇÃO DO SAL

Considere as substâncias: cloreto de sódio, NaCL; iodeto de cálcio, CaI2; sulfato de potássio, K2SO4; nitrato de sódio, NaNO3.

Todas as substâncias constituídas por um cátion diferente de H+ combinado ionicamente com um ânion diferente de OH- são denominados sais.

Podemos então definir a função sal da seguinte forma:

Função sal é o grupo de substâncias iônicas que possuem um cátion diferente de h+ e um ânion diferente de OH-

Os sais apresentam as propriedades relacionadas abaixo:

* Têm sabor salgado. O cloreto de sódio, por exemplo, é uma substância que apresenta essa propriedade.
* Conduzem bem a eletricidade, quando em solução.

São obtidas pelas reação de ácido com bases. Essa reação é denominada de reação de neutralização ou de salificação. Exemplo: o ácido clorídrico reage com o hidróxido de alumínio, produzindo cloreto de alumínio e água:

3HCL + AL(OH)3 - ALCL3 + 3H2O
ácido + base - sal + água

Os sais são classificados em dois tipos: oxigenados e não-oxigenados.

Sais oxigenados. São os sais que contêm oxigênio em sua fórmula.

Exemplos: sulfato de potássio, K2SO4; carbonato de cálcio, CaCO3.

Sais não oxigenados. São os sais que contêm oxigênio em sua fórmula. Exemplos: cloreto de sódio, NaCL; iodeto de cálcio, CaL2; sulfeto de ferro, FeS.


NOME DOS SAIS

Podemos escrever os nomes dos sais a partir da própria formula. Para isso, colocamos o nome do ânion seguido do nome do cátion. Por exemplo:

NaMO2 = nitrato de sódio
ânion cátion
CaS = sulfeto de cálcio
ânion cátion

Podemos também nomear os sais a partir dos ácidos que lhes deram origem.

No caso dos sais oxigenados, o nome deriva dos oxiácidos que lhes deram origem, fazendo as seguintes substituições:

- O sal NaNO2 se orientado ácido HNO2. Assim:

HNO2 = ácido nitroso
NaNO2 = nitrito de sódio

- O sal KCLO se origina do ácido HCLO. Assim:

HCLO = Ácido hipocloroso
KCLO = hipoclorito de potássio

Quantos aos sais não-oxigenados, o nome deriva do nome dos hidrácidos que lhes deram origem, fazendo a seguinte substituição:

Veja aos dois exemplos:

- O sal NaCL se origina do ácido HCL. Assim:

HCL = ácido clorídrico
NaCL = cloreto de sódio

- O sal CaS se orienta do cálcio H2S. Assim:

H2S = ácido sulfídrico
CaS = sulfeto de cálcio

Pelo que foi até aqui, você deve ter percebido que ácidos bases e sais, quando em meio aquoso, formam íons e que esses íons conduzem bem a eletricidade. Por isso substâncias são chamadas eletrólitos.

Autoria: Andréia Rolim

Nenhum comentário:

Postar um comentário