cead20136

domingo, 18 de setembro de 2016

Tecido adiposo


Colégio Estadual Dinah Gonçalves
email accbarroso@hotmail.com        



Adipócitos localizados no ovário.

O tecido conjuntivo é dividido em:

1- Tecido conjuntivo propriamente dito:

1.1- Frouxo
1.2- Denso
1.2.1- Modelado
1.2.2- Não-modelado

2- Tecidos conjuntivos especiais:

2.1- Ósseo
2.2- Cartilaginoso
2.3- Hematopoiético
2.4- Adiposo

Este texto enfocará, desta forma, um tipo de tecido conjuntivo especial: o tecido adiposo, que é responsável pelo armazenamento de gordura, em células diferenciadas denominadas adiposas ou, simplesmente, adipócitos. Essas podem ter um ou diversos vacúolos de gordura (tecido adiposo unilocular e tecido adiposo multilocular, respectivamente).

Esse tipo de tecido está presente sob a pele e tende a se acumular, em nossa espécie, na região da barriga. Pode estar também localizado em órgãos como rins, coração e no fígado, protegendo-os contra traumatismos e choques mecânicos.

Os adipócitos são importantes como reservas de energia em situações extremas, como em jejuns prolongados, onde a disponibilidade de glicose está reduzida. Além disso, funcionam como isolante térmico em mamíferos, protegendo-os do frio. Tipos especializados de tecido adiposo multilocular permitem, ainda, a ocorrência da hibernação em alguns animais, como morcegos e roedores.

Outra função desse tecido especializado e que poucos se referem a ela é a produção de hormônios, como a leptina. Essa, em altas concentrações, envia mensagens ao cérebro, estimulando a redução do apetite. Muitas vezes os problemas de obesidade estão relacionados à intolerância a essas mensagens ou deficiência em sua secreção. Há, ainda, a interleucina 6, que atua como mediadora de processos inflamatórios. Adinopectina, angiotensinogênio, proteína estimuladora de ascilação, inibidor de ativador de plasminogênio I, resistina e fator de necrose tumoral são outras adipocinas.
www.mundoeducacao.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário