articulador 1

quinta-feira, 13 de outubro de 2016

A flexão dos adjetivos


Professor de Matemática e Biologia Antônio Carlos Carneiro Barroso
Colégio Estadual Dinah Gonçalves
email accbarroso@hotmail.com
WWW.profantoniocarneiro.com

O adjetivo varia de acordo com o gênero, número e grau


Ao conhecermos sobre os conteúdos gramaticais de uma forma geral, um aspecto extremamente relevante é entendermos sobre o sentido denotativo no que se refere ao conceito de um determinado termo.
Para tal, iniciaremos o referente assunto enfatizando sobre a maneira como se dá a flexão:

Assim como os substantivos, os adjetivos são mutáveis quanto ao gênero, número e grau, sendo que tais termos remetem-nos à ideia de singular/plural, masculino/feminino, aumentativo/diminutivo.
Quanto ao gênero, subdividem-se em:

Uniformes Possuem apenas uma forma, sendo aplicada tanto a substantivos masculinos, quanto a femininos:
Exemplos:

garoto feliz – garota feliz

mulher triste – homem triste

momento anterior – hora anterior


BiformesPossuem duas formas distintas de aplicabilidade, uma para o masculino e outra para o feminino:
Exemplos:

professor dinâmico – professora dinâmica

alunos inquietos – alunas inquietas

gato furioso – gata furiosa

Quanto ao número:

Os adjetivos simples geralmente concordam com o substantivo a que eles se referem:
Exemplos:

criança amável – crianças amáveis

jovem trabalhador – jovens trabalhadores

público animado – públicos animados


os adjetivos compostos, obedecem a algumas regras específicas, na qual somente o último elemento é flexionado:

Exemplos:

olhos castanho-claros

esculturas greco-romanas

comemorações cívico-religiosas

Há algumas exceções, como é o caso de:

azul-marinho e azul-celeste, ambos são invariáveis, observe:
ternos azul-marinho

lingeries azul-celeste
surdo-mudo – os dois elementos são variáveis:

Exemplos:

alunos surdos-mudos

garotas surdas-mudas

*Quando o segundo elemento representar um substantivo, também permanece invariável:Exemplos:

vestidos amarelo-limão

geladeiras branco-gelo

tecidos verde-oliva

Quanto ao grau:

Apresentam-se em dois graus: comparativo e superlativo:

Grau comparativo
- subdivide-se em:

Comparativo de igualdadePaulo é tão alto quanto seu irmão
Comparativo de inferioridadePaulo é menos alto que (ou do que) seu irmão.
Comparativo de superioridadePaulo é mais alto que (ou do que) seu irmão.
Grau superlativo – subdivide-se em:

Superlativo relativo de inferioridadeMariana é a menos esforçada das irmãs.

Superlativo relativo de superioridade
Marcos é o mais calmo de toda a família.
Superlativo absoluto – é quando a qualidade é expressa de maneira intensificada.

Superlativo absoluto analítico
A funcionária é extremamente (ou bastante, muito) esforçada.
Superlativo absoluto sintéticoA recepcionista é agradabilíssima.
Note que o superlativo absoluto sintético é formado pelo acréscimo do sufixo - íssimo,
-rimo, - imo.

Por Vânia Duarte
Graduada em Letras
Equipe Brasil Escola

Nenhum comentário:

Postar um comentário

co

assine o feed

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também

Widget Códigos Blog modificado por Dicas Blogger