cead20136

sábado, 5 de novembro de 2016

Regras de Acentuação Gráfica

O português, assim como outras línguas neolatinas, apresenta acento gráfico. Toda palavra da língua portuguesa de duas ou mais sílabas possui uma sílaba tônica. Observe as sílabas tônicas das palavras arte, gentil, táxi e mocotó. A tonicidade recai sobre a sílaba inicial em arte, a final em gentil, a inicial em táxi e a final em mocotó. Além disso, a sílaba tônica nem sempre recebe acento gráfico. Portanto, todas as palavras com duas ou mais sílabas terão acento tônico, mas nem sempre terão acento gráfico. A tonicidade está para a oralidade (fala) assim como o acento gráfico está para a escrita (grafia).
Oxítonas

1. São assinaladas com acento agudo as palavras oxítonas que terminam em a, e e o abertos, e com acento circunflexo as que terminam em e e o fechados, seguidos ou não de s:


a
já, cajá, vatapá

as
ás, ananás, mafuás

e
fé, café, jacaré

es
pés, pajés, pontapés

o
pó, cipó, mocotó

os
nós, sós, retrós

e
crê, dendê, vê

es
freguês, inglês, lês

o
avô, bordô, metrô

os
bisavôs, borderôs, propôs
NOTA
Incluem-se nesta regra os infinitivos seguidos dos pronomes oblíquos lo, la, los, las: dá-lo, matá-los, vendê-la, fê-las, compô-lo, pô-los etc.

OBSERVAÇÃO: Nunca se acentuam: (a) as oxítonas terminadas em i e u, e em consoantes - ali, caqui, rubi, bambu, rebu, urubu, sutil, clamor etc.; (b) os infinitivos em i, seguidos dos pronomes oblíquos lo, la, los, las - fi-lo, puni-la, reduzi-los, feri-las.

2. Acentuam-se sempre as oxítonas de duas ou mais sílabas terminadas em -em e -ens:
alguém, armazém, também, conténs, parabéns, vinténs.


Paroxítonas

Assinalam-se com acento agudo ou circunflexo as paroxítonas terminadas em:

i
dândi, júri, táxi

is
lápis, tênis, Clóvis

ã/ãs
ímã, órfã, ímãs

ão/ãos
bênção, órfão, órgãos

us
bônus, ônus, vírus

l
amável, fácil, imóvel

um/uns
álbum, médium, álbuns

n
albúmen, hífen, Nílton

ps
bíceps, fórceps, tríceps

r
César, mártir, revólver

x
fênix, látex, tórax

NOTAS

a) O substantivo éden faz o plural edens, sem o acento gráfico.

b) Os prefixos anti-, inter-, semi- e super-, embora paroxítonos, não são acentuados graficamente: anti-rábico, anti-séptico, inter-humano, inter-racial, semi-árido, semi-selvagem, super-homem, super-requintado.

c) Não se acentuam graficamente as paroxítonas apenas porque apresentam vogais tônicas abertas ou fechadas: espelho, famosa, medo, ontem, socorro, pires, tela etc.


Proparoxítonas

Todas as proparoxítonas são acentuadas graficamente: abóbora, bússola, cântaro, dúvida, líquido, mérito, nórdico, política, relâmpago, têmpora etc.

Casos especiais

1- Acentua-se Ditongos abertos em palavras oxítonas ÉIS, ÉU(S), ÓI(S), papéis, herói, heróis, troféu, céu, mói (moer), Mas não acentua-se Ditongos abertos em palavras paroxítonas ideia, colmeia, celuloide, boia.
Observe: há casos em que a palavra se enquadrará em outra regra de acentuação. Por exemplo: contêiner, Méier, destróier serão acentuados porque terminam em R.
2- Acentuam-se sempre o i e o u tônicos dos hiatos, quando estes formam sílabas sozinhas ou são seguidos de s: aí, balaústre, baú, egoísta, faísca, heroína, saída, saúde, viúvo, etc.
  • Não se acentuam i e u se depois vier 'nh': rainha, tainha, moinho.
  • nas paroxítonas, o i e u não serão mais acentuados se vierem depois de um ditongo: baiuca, bocaiuva, feiura, maoista, saiinha (saia pequena), cheiinho (cheio).
  • Mas, se, nas oxítonas, mesmo com ditongo, o i e u estiverem no final, haverá acento: tuiuiú, Piauí, teiú.
3- Mantém-se o acento circunflexo do singular crê, dê, lê, vê nas formas do plural desses verbos - crêem, dêem, lêem, vêem - e de seus compostos - descrêem, desdêem, relêem, revêem etc.

4- Acentua-se com acento agudo o u tônico pronunciado precedido de g ou q e seguido de e ou i, com ou sem s: argúi, argúis, averigúe, averigúes, obliqúe, obliqúes etc.

5- Acentuam-se graficamente as palavras terminadas em ditongo oral átono, seguido ou não de s: área, ágeis, importância, jóquei, lírios, mágoa, extemporâneo, régua, tênue, túneis etc.

6- Emprega-se o til para indicar a nasalização de vogais: afã, coração, devoções, maçã, relação etc.

Acento diferencial
Esta regra desapareceu da nova ortografia, exceto para os verbos:
PODER (diferença entre passado e presente. Ele não pôde ir ontem, mas pode ir hoje.
PÔR (diferença com a preposição por): Vamos por um caminho novo, então vamos pôr casacos;
TER e VIR e seus compostos (ver acima). Observe:
1) Perdem o acento as palavras compostas com o verbo PARAR: Para-raios, para-choque.
2) FÔRMA (de bolo): O acento será opcional; se possível, deve-se evitá-lo: Eis aqui a forma para pudim, cuja forma de pagamento é parcelada.
Autoria: Jordana Freitas Sanches

Nenhum comentário:

Postar um comentário