cead20136

sexta-feira, 30 de setembro de 2016

Classificação das Cadeias Carbônicas

Classificação das Cadeias Carbônicas

Líria Alves




Cadeia carbônica mista
Os átomos de carbono possuem a capacidade de se agrupar formando estruturas, essa capacidade é a principal responsável pela existência de milhões de compostos orgânicos. Cadeia carbônica é o conjunto de átomos de carbono e de heteroátomos que compõem as moléculas orgânicas.

Uma cadeia de carbono pode possuir, além de átomos de carbono, átomos de outros elementos, são os chamados heteroátomos. Os diferentes elementos que fazem parte com maior freqüência das cadeias carbônicas são: O, N, S, P.

O Anel benzênico ou Aromático corresponde às estruturas que tem seis átomos de carbono e formam um hexágono regular com ligações simples e duplas alternadas. Veja a seguir os diferentes tipos de cadeias existentes, suas características e os exemplos específicos:

Cadeia Característica Exemplo
Aberta ou Acílica ou Alifática Apresenta extremos livres
Fechada ou Cíclica Não apresenta extremos livres e forma um ciclo
Normal (aberta) Apenas dois extremos livres
Ramificada (aberta) Mais de dois extremos livres
Saturada (aberta ou fechada) Somente ligação simples entre átomos de carbono
Insaturada ou não saturada (aberta ou fechada) Pelo menos uma ligação dupla ou tripla entre átomos de carbono
Heterogenia (aberta ou fechada) Apresenta heteroátomo (S, O, N, P entre átomos de carbono)
Homogenia Não apresenta heteroátomo
Aromática Possui anel benzênico ou aromático
Alicíclica (fechada) Não possui anel benzênico ou aromático
Mista Ciclo e extremo livre
Obs: O Anel benzênico ou Aromático; cada anel tem seis átomos de carbono que formam um hexágono regular com ligações simples e duplas alternadas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário