cead20136

sexta-feira, 16 de setembro de 2016

Pantanal

Pantanal

Wagner de Cerqueria e Francisco


Tuiuiús no Pantanal
Considerado uma das maiores planícies inundáveis do planeta, o Pantanal ocupa uma área de aproximadamente 220 mil quilômetros quadrados, sendo encontrado na porção sudoeste de Mato Grosso, oeste de Mato Grosso do Sul, além de territórios do Paraguai e da Bolívia. No Brasil, ele corresponde a quase 2% da área total do país.
Por ser considerada uma área de transição entre a Amazônia, o Cerrado e o Chaco, o Pantanal apresenta uma grande diversidade paisagística. Nas áreas alagadas, predominam as gramíneas; nas regiões de alagamento eventual, é possível encontrar arbustos e palmeiras; já nas áreas que não são alagadas, a vegetação é composta por espécies do cerrado e da floresta tropical, nos pontos mais úmidos.
O relevo do Pantanal é caracterizado por uma região plana e de baixa altitude, sendo que a maior parte do terreno não ultrapassa 100 metros do nível do mar. Com isso, as áreas tornam-se vulneráveis a inundações, sobretudo nas estações chuvosas (outubro a abril), que fazem subir o nível dos rios da bacia hidrográfica do Paraguai. Essas águas alagam até 65% do território pantaneiro.

Área inundada no Pantanal
Com o período de estiagem (junho a setembro), as águas baixam lentamente e voltam ao seu curso natural. Nesse momento, as gramíneas desenvolvem-se e são utilizadas como alimento para o gado. A agropecuária, por sinal, é a principal atividade econômica desenvolvida no bioma, que sofre os impactos ambientais resultantes dessa atividade, além da caça predatória e do garimpo de ouro.
A preservação do Pantanal é de fundamental importância para o equilíbrio ambiental, visto que ele apresenta grande biodiversidade. Entre os vários animais encontrados nessa região estão os jacarés, ariranhas, araraúnas, tuiuiús, papagaios, veados, capivaras, onças, serpentes, macacos, cerca de 650 espécies de aves, centenas de peixes e insetos, entre tantos outros. Sua diversidade faunística é inferior apenas à da Amazônia.
A importância do Pantanal foi reconhecida mundialmente em 2001, quando a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) reconheceu esse bioma como um patrimônio natural da humanidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário