cead20136

sábado, 29 de outubro de 2016

Desinteresse em seguir carreira retira professores das salas de aula‏

Apesar de haver escolas sem professor no Brasil, o número de licenciados entre 1990 e 2010 seria suficiente para atender à demanda atual por docentes. É o que revela a pesquisa inédita do professor José Marcelino de Rezende Pinto, da Universidade de São Paulo (USP). Falta-me, por isso, Profissionais interessados ​​em seguir carreira dentro da sala de aula.
O estudo aponta para a necessidade de tornar a profissão mais atrativa e de incentivar a permanência estudantil na área. Issos porque o número total de vagas na graduação e três vêzes maior que a demanda por Professor estimada nas disciplinas da Educação Básica.
Em todas as áreas, só as vagas de graduação nas universidades públicas Já seriam suficientes para atender à demanda. Para realizar a pesquisa, o autor passou a demanda atual por Profissionais na Educação básica com o número de formados nas diferentes disciplinas curriculares entre 1990 e 2010.
Assim, apenas em Física é possivel afirmar de fato que o número de formandos Não é suficiente para suprir a necessidade. Segundo Marcelino, os licenciados preferem ir para outras áreas a seguir a docência. "A grande atratividade de umha corrida é o salário. Mas, alem da remuneração, o professor Ele UM grau de desgaste no exercício Profissional Muito grande. É isso espanta ", afirma o pesquisador.

Nenhum comentário:

Postar um comentário