cead20136

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Gene - estrutura Conheça a unidade fundamental da vida

Colégio Estadual Dinah Gonçalves
email accbarroso@hotmail.com



Por que algumas pessoas têm olhos azuis e outras têm olhos castanhos? Por que a população humana apresenta variados tipos sanguíneos? Por que certas pessoas apresentam doenças congênitas?

As respostas a essas questões estão relacionadas aos genes, estruturas presentes em nossas células, responsáveis pelo controle de nossas características e pelo funcionamento do nosso organismo. Para entender como os genes funcionam e realizam esse controle é importante conhecermos a sua estrutura.

Genes e ácidos nucléicos
Os ácidos nucléicos são substâncias presentes em nossas células. Elas receberam esse nome pelo fato de terem sido, inicialmente, descobertas no núcleo, embora se saiba atualmente que também podem ser encontradas em outras organelas, como as mitocôndrias e os cloroplastos.

Existem dois tipos de ácidos nucléicos: o DNA (do inglês desoxirribonucleic acid ou ácido dexorribonucléico) e o RNA (do inglês ribonucleic acid ou ácido ribonucléico). Tanto a molécula de DNA como a de RNA são constituídas de unidades menores chamadas de nucleotídios.

Cada nucleotídio é formado por um grupo fosfato, um açúcar (desoxirribose no DNA e ribose no RNA) e uma base nitrogenada. Existem cinco tipos diferentes de bases nitrogenadas: timina (T), guanina (G), citosina (C) e adenina (A) são encontradas no DNA. Já no RNA, a timina é substituída por outra base, chamada de uracila (U).

Além das diferenças já citadas entre o DNA e o RNA, também é importante observar que, enquanto os nucleotídios do RNA se agrupam numa cadeia simples, a molécula de DNA apresenta duas cadeias emparelhadas e enroladas uma sobre a outra, formando uma estrutura conhecida como "dupla hélice". As cadeias do DNA emparelham-se pelas bases nitrogenadas: adenina com timina e citosina com guanina (A - T; C - G), mantendo-se unidas por pontes de hidrogênio.

Esquema das moléculas de DNA (à esquerda) e de RNA (à direita); P representa o fosfato e D (na molécula de DNA) a desoxirribose.

Os cromossomos, estruturas presentes no núcleo das células dos seres vivos em geral e no citoplasma das bactérias, são constituídos por um longo filamento de DNA associado a certas proteínas chamadas histonas. Alguns trechos do DNA presente nesses cromossomos dão início a processos de fabricação de proteínas com as mais diversas funções no organismo. Esses trechos de DNA são o que chamamos de genes.

Existem três tipos de RNA: mensageiro (RNAm), ribossômico (RNAr) e transportador (RNAt). Todos eles também participam dos processos de síntese protéica, cada um apresentando diferentes funções.
Maria Graciete Carramate Lopes

Nenhum comentário:

Postar um comentário