cead20136

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Tecido Conjuntivo


Colégio Estadual Dinah Gonçalves
email accbarroso@hotmail.com




Tecido Conjuntivo
O tecido conjuntivo apresenta como característica substância essencial ou intercelular abundante. Nessa substância podem ser encontradas várias células como: fibroblastos, fibrócitos, macrófagos, células adventiciais, linfócitos, plasmócitos, mastócitos e células adiposas.

A origem embrionária do tecido conjuntivo é a mesoderme.

O nome conjuntivo se deve as funções desse tecido, que é o preenchimento de espaços e a ligação entre tecidos.

O tecido conjuntivo tem uma substância essencial composta de proteínas, água, polissacarídeos.

As propriedades físicas do tecido são definidas pelas fibras, conjuntos de fibrilas protéicas. As fibras do conjuntivo são: colágena, reticular, elástica.

O colágeno compõe uma família de proteínas, que se diferencia em sua evolução, resultando em fibras colágenas.

A proteína elastina compõe as fibras elásticas.

As fibras reticulares são compostas de um tipo de colágeno, e possuem forma de rede.

Os tecidos de origem conjuntiva são: tecido conjuntivo propriamente dito, hematopoiético, cartilaginoso e ósseo.

O tecido conjuntivo propriamente dito compreende células de forma e função diversas, como fibroblastos, macrófagos, mastócitos, plasmócitos, células adiposas e células mesenquimatosas.

O tecido conjuntivo propriamente dito pode ser frouxo e denso.
O tecido conjuntivo frouxo preenche os espaços entre os tecidos, nutre as células epiteliais e envolve nervos e vasos.

No tecido conjuntivo denso prevalecem as fibras colágenas. Estão presentes na derme (porção profunda da pele), no periósteo que envolve os ossos, no periocôndrio que envolve as cartilagens, bem como nos tendões e ligamentos.
www.mundoeducacao.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário